Índices do Mercado

Os índices são indicadores de desempenho de um determinado grupo de ações, representando  a variação média da cotação dos ativos que o compõem.

 

Ibovespa (Brasil)

 

O Índice Bovespa (IBOVESPA) é o mais importante indicador do desempenho médio das cotações das ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. É formado pelas ações com maior volume negociado nos últimos meses. O valor atual do índice representa o valor de mercado, em moeda corrente, de uma carteira teórica de ações, constituída em 02 de Janeiro de 1968, a partir de uma aplicação hipotética(valor-base: 100 pontos).  Supõe-se não ter sido efetuado nenhum investimento adicional desde então, considerando-se somente os ajustes efetuados em decorrência da distribuição de proventos pelas empresas emissoras (tais como reinversão de dividendos recebidos e do valor apurado com a venda de direitos de subscrição, e manutenção em carteira das ações recebidas em bonificação). Dessa forma, o índice reflete não apenas as variações dos preços das ações, mas também o impacto da distribuição dos proventos, sendo considerado um indicador que avalia o retorno total de suas ações componentes.

 

As ações selecionadas para compor o Ibovespa representam, em conjunto, 80% da liquidez do mercado à vista durante os 12 (doze) meses anteriores do Mercado Bovespa. Como critério adicional, exige-se que a ação apresente, no mínimo, 80% de presença nos pregões do período. Freqüentemente a composição e os pesos do Ibovespa são alterados para melhor representar o mercado de ações.

 

Nasdaq Composite (Estados Unidos da América)

 

A Nasdaq ((National Association of Security Dealers), Bolsa de Valores dos Estados Unidos da América, criada em 1971 e responsável pela negociação de mais de 5.000 (cinco mil) títulos de empresas americanas, exclusivamente do setor de tecnologia, informática e internet, foi a primeira “bolsa eletrônica” do mundo, permitindo a execução de negócios via computador. Recentemente, a NASDAQ (National Association of Security Dealers) uniu-se à American Stock Exchange (AMEX), formando o Nasdaq-Amex Market Group.

 

O Nasdaq Composite é o índice de referência da NASDAQ, a Bolsa de Valores que concentra o maior volume de negociação de ações dos Estados Unidos, tanto em número de negócios quanto em valor financeiro.

 

Também conhecido como índice das ações das companhias do setor eletrônico, pode-se dizer que este índice reflete o comportamento da chamada Nova Economia, pois a NASDAQ engloba em sua listagem empresas menos tradicionais do que as empresas listadas na NYSE (New York Stock Exchange). As empresas da nova economia são formadas por organizações que desenvolvem e fabricam produtos de alta tecnologia. Produzem aparelhos e componentes eletrônicos; trabalham com tecnologia de telecomunicação, desenvolvimento de software, além de atuarem no ramo da química e biotecnologia.

Os principais índices de ações mundiais utilizam, normalmente, um número limitado de ativos em sua composição. Não é o que ocorre com o Nasdaq Composite Index. O principal índice da NASDAQ utiliza todos os ativos listados em seu mercado eletrônico. Atualmente, cerca de 3.000 ativos participam da composição do Nasdaq Composite.

 

Indice Dow Jones (Estados Unidos da América)

 

O Dow Jones Industrial Average é um índice criado em 1896 pelo editor do The Wall Street Journal e fundador do Dow Jones & Company Charles Dow. É o segundo índice mais antigo dos Estados Unidos, sendo também conhecido por Dow Jones, Dow 30, DJIA ou INDU.

 

O índice Dow Jones (DJIA) é, ao lado do Nasdaq Composite e do Standard & Poor’s 500, um dos principais indicadores dos movimentos do mercado americano. Dos três indicadores, o DJIA é o mais largamente publicado e discutido.

 

O cálculo deste índice é baseado na cotação das ações de 30 (trinta) das maiores e mais importantes empresas dos Estados Unidos.

 

Standard & Poor’s 500 (Estados Unidos da América)

 

O Standard & Poor’s 500 projeta o desempenho das 500 companhias líderes nos setores mais importantes da economia norte-americana. Embora o S&P 500 enfoque a sua composição no segmento de companhias de alta capitalização, com mais de 80% de companhias listadas na Bolsa de Nova Iorque, este índice também serve como parâmetro para outros mercados, tais como o mercado de futuros, o mercado de opções e o mercado de exchanged traded funds (ETF).

 

O S&P 500 tornou-se o indexador de escolha para uma série investimentos, cujos administradores buscam replicar a performance do índice. Atualmente, aproximadamente US$ 4.5 trilhões são direcionados para investimentos relacionados ao índice. Deste total, US$ 1.5 trilhões são investidos diretamente no S&P 500.

 

A consultoria americana Standard & Poor´s é a responsável pela elaboração deste benchmark que, ao longo dos últimos cinqüenta anos, tornou-se um dos termômetros da economia americana e mundial.

 

NYSE Composite (Estados Unidos da América)

 

O NYSE Composite ( NYSE :  NYA ) é um índice do mercado de ações abrangendo todas as ações ordinárias listadas na Bolsa de Nova York. Mais de 2.000 ações estão cobertas no índice, dos quais mais de 1.600 são dos Estados Unidos e mais de 360 corporações são estrangeiras.

 

Além da composição geral, há índices separados para industrial, transporte, utilidade, e sociedades financeiras.

 

DAX30 (Alemanha)

 

O DAX é um índice de ações que afere a performance das 30 (trinta) maiores empresas da Alemanha em termos de volume de negócios e de capitalização de mercado. O índice DAX 30 baseia-se nos preços gerados pelo sistema eletrônico de negociação Xetra®, disponibilizado pela Bolsa de Valores da Frankfurt (Deutsche Börse Group). Este índice é composto basicamente por empresas do setor industrial alemão.

 

O cálculo do DAX inicia-se às 9:00 e termina com os preços do fechamento do leilão do Xetra às 17:30. Entretanto, o sistema eletrônico de negociação da Bolsa da Alemanha funciona diariamente até as 22:00. Com o intuito de satisfazer a demanda do mercado de ações alemão por um índice que afira o desempenho do mercado além do período de tempo aferido pelo DAX, minimizando o risco das negociações durante oovernight, período no qual o mercado de capitais americano ainda está em funcionamento, a Bolsa de Valores da Frankfurt calcula o índice X-DAX.

 

O X-DAX é principal indicador do mercado alemão durante a pré-abertura do mercado eletrônico Xetra e durante o período que sucede o cálculo do DAX. Este índice é calculado das 8:00 às 9:00 e entre 17:45 e 22:00, utilizando como principal base de cálculo as cotações do DAX Futuro negociadas no mercado de derivativos Eurex.

 

Alternativamente ao X-DAX, o índice L-DAX é calculado, baseando-se simplesmente nas cotações das 30 (trinta) maiores empresas do mercado de ações alemão negociadas através do Xetra entre 17:45 e 22:00. Entretanto, o principal índice de referência para os investidores do mercado de ações alemão, durante o período no qual o DAX 30 não é calculado, é o X-DAX.

 

FTSE (Inglaterra)

 

Dentre os índices mantidos pela FTSE (Financial Times Stock Exchange), o FTSE 100 é o mais amplamente utilizado como referência do mercado britânico de capitais.O FTSE 100 é o índice que representa o desempenho das 100 (cem) maiores companhias do Reino Unido em capitalização de mercado cujas ações são negociadas na Bolsa de Valores de Londres (LSE). A elaboração deste índice foi iniciada em 3 de Janeiro de 1984, quando o índice foi cotado em um valor basal de 1.000 pontos. Historicamente, o valor máximo alcançado pelo FTSE 100 foi 6.950,6 aferido em 30 de Dezembro de 1999.

 

A elaboração do índice é de responsabilidade do grupo FTSE, uma companhia independente formada pela Joint Venture entre o Financial Timese a Bolsa de Valores de Londres. As cem companhias componentes do FTSE 100 representam 81% do valor total de mercado da Bolsa de Valores de Londres. O índice é calculado e divulgado pela FTSE a cada 15 (quinze) segundos.

 

A seleção dos ativos que participam da composição do índice FTSE 100 é executada trimestralmente. Em 2008, o valor mínimo de capitalização necessário para que alguma empresa pudesse ser incluída na composição do índice era de £1.7 bilhão.

 

As principais empresas que compõem o índice FTSE 100 são: BP, HSBC Holdings, Vodafone Group, GlaxoSmithKline e Royal Dutch Shell. O valor de mercado de cada uma destas companhias ultrapassa os £60 bilhões.

 

Além de um valor de mercado ímpar, as empresas selecionadas para compor o índice devem adequar-se a uma série de requerimentos estipulados pelo grupo FTSE.

 

CAC40 (França)

 

O CAC 40 é o índice da Bolsa de Valores de Paris. Este índice é constituído pelos quarenta ativos com o maior valor de capitalização listados no mercado de ações francês.

 

RTSI (Rússia)

 

O RTS Index (RTSI) é o principal índice de referência do mercado de capitais da Rússia. Calculado desde 1° de Setembro de 1995, o RTSI inclui em sua composição as 50 (cinquenta) ações mais negociadas na Bolsa de Valores RTS (Russian Trading System Stock Exchange). O peso estabelecido para cada um dos cinquenta componentes do índice russo é limitado em 15% do valor total do índice para evitar que uma única companhia domine a composição do RTS Index.

 

Sendo a referência principal do mercado russo de capitais, o RTSI também abrange em sua composição o Mercado Gazprom, o maior mercado emergente de títulos (securities) do mundo.

 

A partir de um acordo firmado em 26 de janeiro de 2006, a Standard & Poor’s adicionou o RTS Index ao seu portfólio global de índices. A Standard & Poor´s, além de ser responsável pela distribuição global do RTSI, passou a integrar o Comitê de Informação da Bolsa de Valores RTS, orgão responsável pela manutenção do RTS Index.

 

NIKKEI225 (Japão)

 

O Nikkei 225 é o índice de ações mais tradicional do mercado de ações japonês. O mais conhecido dentre os índices asiáticos começou a ser calculado pela Bolsa de Valores de Tóquio em 7 de Setembro de 1950, a partir de uma base de cotações retroativa a partir de 16 de Maio de 1949. O índice Nikkei se refere a flutuações das cotações de uma carteira formada por 225 ações inscritas na Primeira Seção da Bolsa de Valores de Tóquio, um conjunto das ações mais negociadas e de maior capitalização deste mercado.

 

Em 1971, o jornal Nikon Keizai Shimbun adquiriu os direitos para o cálculo e divulgação do índice, mais tarde rebatizado de Nikkei Stock Average. A metodologia de cálculo do índice Nikkei é semelhante à metodologia do índice Dow Jones, ou seja, reflete a média aritimética das variações de preços das ações que compoem a sua carteira. O índice Nikkei 225, entretanto, apresenta uma composição mais variada (225 ações) que a do índice Dow Jones.

 

Índice SSE Composite (China)

 

O SSE Composite é o principal índice de ações da Bolsa de Valores de Xangai (SHX). Este índice é constituido por todas ações listadas naShanghai Stock Exchange. O dia base considerado para o cálculo do SSE Composite Index é 19 de Dezembro de 1990. A cotação base iniciou-se com 100 (cem) pontos, que equivale à capitalização total do Mercado de Xangai naquela data. O primeiro dia de cotação do índice chinês ocorreu em 15 de Julho de 1991.

 

Como os ativos listados na Bolsa de Valores de Xangai são divididos em série de ações A e série de ações B, existe um índice específico para cada uma destas séries: SSE A Share Index e SSE B Share Index. O índice SSE Composite resume-se à soma destes dois índices.

ENDEREÇO: 

R. Epitácio Piedade, 252 - Sala 2

V. Ophelia

ITAPEVA - SP

CEP 18.400-817

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page

SIGA-NOS

TELEFONES PARA CLIENTES: 

Capitais                            4003 3710

Demais Regiões:     0800 880 3710

Itapeva:                    (15) 3522 4517

Celular                  (15) 9 9768 1965

TELEFONES PARA NÃO CLIENTES:

SP                             (11) 3280 4517

RJ                             (21) 4042 4517

Interior                     (15) 3522 4517

Celular                  (15) 9 9768 1965

LINKS 

OUVIDORIA XP 0800 722 3710